Estudantes fazem protesto por transporte escolar

Alegando estar sem transporte para ir às aulas, estudantes, professores e motoristas que prestam serviço de transporte escolar realizaram um protesto nesta terça-feira, dia 23, na cidade de Palmeira dos Índios.

Alguns motoristas que participaram do ato alegaram que estão há cerca de três meses sem receber e inclusive o mês de agosto de 2015 ainda está em aberto.

Com faixas e cartazes nas mãos, os manifestantes fizeram um ato pacífico nas principais ruas da cidade. Um caixão representando “a morte da educação pública de Alagoas” também foi usado na mobilização.

Testemunhas alegaram que a falta de transporte afeta também alunos das cidades de Taquarana, Belém, Igaci, Maribondo e Estrela de Alagoas.

A Secretaria de Estado da Educação, por meio de nota informou que o pagamento referente ao mês de abril só depende da liberação da Sefaz. A Seduc tem que auditar as frequências dos motoristas apresentadas pela empresa e no processo do mês de abril foram constatadas inconsistências. O processo do mês de maio, está sendo aberto pela empresa agora e o processo de alguns dias de junho, já que foi mês de recesso das escolas, ainda será aberto pela empresa prestadora de serviço.

Com relação ao ano de 2015, os trabalhadores devem procurar a empresa que prestava serviço à época, que não é a mesma que atua agora.

23/07/2019